NOTÍCIAS

02.01.2013

Curada de Lúpus na ITVidas

 

Patrícia Oliveira sofreu por mais de 16 anos

 

O Deus dos cristãos, da Bíblia Sagrada, é identificado por muitos nomes. Um dos principais é Jeová Rafah, expressão hebraica que significa o Senhor que Cura. Por isto, quando a igreja de Cristo na terra evoca este poder, geralmente, há manifestações, como milagres, sinais e prodígios.

 

No Culto da Virada, o Bispo Gerson Cardozo colheu testemunhos pouco antes da meia-noite. Na ocasião, Patrícia Oliveira Santos contou emocionada que estava totalmente curada do Lúpus, uma doença com a qual vinha lutando há algum tempo.

 

E o depoimento veio acompanhado de documentos médicos comprovando a cura. Ou seja, a fé em Deus, mas sem menosprezar a ciência do homem, de acordo com o livro de Romanos, 13:1, que diz: Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas.

 

“Por conta da doença, eu tive dois AVCs (Acidente Vascular Cerebral), fiquei 28 dias em coma e tive que colocar duas próteses na perna porque meus ossos desgastaram em função da cortisona e quimioterapia. No segundo acidente, fiquei mais de 20 dias sem enxergar. Os médicos queriam me aposentar por invalidez”, contou.

 

Patrícia fez questão de lembrar que quando chegou à Igreja Transformando Vidas, usava um par de muletas. Inclusive, ela está entre as primeiras membros da igreja em São Paulo, participando do ministério desde que o Bispo Gerson iniciou os trabalhos usando as dependências da Faculdade Radial, na capital paulista. Hoje há um templo na zona sul.

 

“A doença havia sido diagnosticada quando eu tinha 14 anos. Foram 16 anos de muito sofrimento, toda a família foi afetada, meu irmão não teve infância e eu ficava mais internada do que em casa. Mas Deus restituiu a minha saúde”, testemunhou.

 

A DOENÇA – O Lúpus é uma doença autoimune, ou seja, em que o próprio sistema imunológico causa danos ao organismo. Também atinge um a cada 194 pessoas (0,51%), além de ser mais comum em mulheres, adultos, latinos e negros. É sempre limitado à pele. É identificado por lesões cutâneas que aparecem na face (60%) ou outras áreas expostas à luz solar (40%).

Siga-nos
O que é da Tribo todo mundo entende!

IGREJA TRANSFORMANDO VIDAS
© 2012 | Todos os direitos reservados.