NOTÍCIAS

15.07.2012

Morou na rua e hoje tem casa própria

 

Morou na rua e hoje tem casa própria

 

A baiana Benedita dos Prazeres chegou ao Rio de Janeiro há 30 anos em busca de um sonho: conseguir um bom emprego e levar uma vida digna. Durante parte deste tempo, ela até teve estabilidade econômica, conseguindo pagar as dívidas de aluguel, alimentação e outras despesas básicas.

 

O problema começou quando conheceu os jogos de azar. A partir de então ela passou a sofrer instabilidades decorrentes do vício. “Fui levada ao jogo pelos amigos daquela época. Apostava com o dinheiro do aluguel na expectativa de ganhar, multiplicar o valor e assim, pagar as contas, mas isto nunca aconteceu”, declarou.

 

O vício no bingo aumentou de tal forma que os aluguéis atrasados se acumulavam, fazendo os proprietários do imóvel onde ela residia ameaçarem o despejo, promessa posteriormente cumprida.

 

Sem ter para onde ir, desprovida de qualquer reserva financeira e só, pois já não contava com as amizades de outrora, a baiana teve que doar os móveis e eletrodomésticos por não ter onde deixá-los. Depois disto, passou a viver nas ruas.

 

Durante o dia, Benedita ficava no entorno da Central do Brasil. À noite, dormia em um hotel albergue onde pagava R$ 1,00 para pernoitar, R$ 1,00 para tomar banho e R$ 0,30 para tomar café da manhã.

 

Depois de dois meses nesta situação, foi evangelizada, ouviu falar do amor e do poder de Jesus, que poderia mudar aquela situação, e aceitou ser levada à igreja, onde foi recebida pelo Bispo Gerson Cardozo que orou e determinou a transformação daquela vida.

 

“Lembro que passei mal na igreja, manifestei com demônios e quando o Bispo expulsou, me perguntou se eu iria acreditar e andar com Deus. Eu disse que iria tentar acreditar e me esforçar para andar com Deus, pois naquele momento eu estava desprovida de tudo, inclusive de fé”, recordou.

 

O tempo passou, Benedita aceitou Jesus como Senhor e Salvador de sua vida e hoje colhe os louros desta escolha. Há algumas semanas, ela adquiriu apartamento próprio. “Não tem coisa melhor do que você morar no que é seu. Estou muito feliz por isto e apesar do imóvel ser um pouco longe, eu acordo ao som de pássaros na minha janela”, disse emocionada.

 

Para o Bispo Gerson Cardozo, esta é a maior prova de que Deus é amor e não quer ver ninguém a mendigar o pão. No entanto, a pessoa também é responsável por suas escolhas e deve dar um passo rumo a Jesus, além de abrir o coração e deixá-lo tratar de todas as feridas, expostas ou não, para estar apta a viver o novo de Deus.

Siga-nos
O que é da Tribo todo mundo entende!

IGREJA TRANSFORMANDO VIDAS
© 2012 | Todos os direitos reservados.